segunda-feira, 20 de junho de 2016

A história dos povos indígenas (PR)






As terras que na atualidade conhecemos como Brasil foram ocupadas, primeiramente, há milhares de anos, por alguns grupos humanos que, apesar de pouco numerosos, deixaram vestígios de sua existência.
Em vários pontos do Brasil, achados arqueológicos importantes ajudam a compor cada vez mais a história do povoamento americano. No Parque Nacional da Serra da Capivara, no município de São Raimundo Nonato, sudoeste do Piauí, por exemplo, foram encontradas centenas de pinturas rupestres na chamada toca do Boqueirão da Pedra Furada. As pinturas representam aspectos do dia a dia, ritos e cerimônias dos antigos habitantes da região, além de figuras de animais, alguns já extintos. Nas escavações ali realizadas, os pesquisadores encontraram ferramentas, restos de utensílios de cerâmica e sepultamentos.
Observe o mapa que retrata alguns dos mais importantes sítios arqueológicos existentes no Brasil.

Sítios arqueológicos do Brasil


 Sítios arqueológicos do Brasil
Sítios arqueológicos do Brasil





Mais ao sul do território brasileiro, vestígios arqueológicos revelaram que existiam na região grupos basicamente de caçadores. A região da bacia do rio Paraná era habitada por grupos tupis e guaranis, que viviam em pequenas aldeias e formavam uma sociedade igualitária, já aproximadamente mil anos antes de os portugueses aqui chegarem em 1500.
Entre esses grupos, a propriedade era de todos. Praticavam o cultivo do milho e da abóbora, complementando a sua alimentação com a pesca, a caça e a coleta de frutos. Conheciam a cerâmica e também enterravam seus mortos em urnas. Partiram do Sul, numa longa migração para o Norte e ocuparam quase todo o litoral brasileiro.
Há mais de 7 000 anos, os índios desbravaram as terras que formam hoje o estado do Paraná. Eles abriram um sistema de caminhos denominado Peabiru, que cortava essas terras no sentido leste-oeste.
Todos os anos, migravam para o litoral e voltavam aos planaltos no inverno.
No Paraná existem pinturas rupestres produzidas por grupos que viveram há aproximadamente 10 000 anos na região.
A arte rupestre pode ser entendida como uma forma de comunicação por meio de desenhos e símbolos praticada por estes seres humanos, cujos significados reais das figuras, produzidas em outros períodos, são difíceis de serem interpretados.
Atualmente, no estado do Paraná, são conhecidos cerca de 70 abrigos e cavernas com pinturas rupestres.
No centro-leste do estado, em Ponta Grossa, Tibagi e Piraí do Sul, como é o caso de Guartelá, as pinturas geralmente têm cores vermelhas e marrons. Existem várias representações de animais enfileirados, sobrepostos, além de cenas de pesca.
Nos municípios de Sengés e Jaguariaíva, no nordeste do estado, existem também muitos abrigos cujas pinturas em vermelho e marrom representam figuras geométricas que ainda se encontram em estudo.
Já a existência de sambaquis, montanhas de resíduos alimentares, como restos de conchas (de ostras, de berbigão e de marisco) e resíduos de animais marinhos, ossos de peixes e de baleias, deixados por grupos que viveram na região em tempos muito remotos, demonstra que muitos deles se tornavam sedentários.
Uma vez que o alimento era tão abundante, alguns desses grupos não precisavam mudar constantemente de local.
Existem aproximadamente 340 sambaquis espalhados pelo litoral paranaense. Estas estruturas formadas por conchas, restos e fragmentos de flechas, machados e até ossos são importantes para o estudo e conhecimento sobre como viviam as populações pré-históricas da região.

Os sambaquis do Guaraguaçu estão situados na margem direita do rio Guaraguaçu


 Os sambaquis do Guaraguaçu estão situados na margem direita do rio Guaraguaçu, cerca de 6 quilômetros ao sul da baía de Paranaguá, no município de Pontal do Paraná.
Os sambaquis do Guaraguaçu estão situados na margem direita do rio Guaraguaçu, cerca de 6 quilômetros ao sul da baía de Paranaguá, no município de Pontal do Paraná.




Glossário


Sítios arqueológicos: locais onde foram encontrados vestígios deixados pelos seres humanos do passado. Pode ter sido um lugar de moradia, um cemitério ou, ainda, um abrigo improvisado utilizado para caçadas, por exemplo.
Urnas: recipientes que contêm as cinzas dos mortos.









Links:


Sanderlei Silveira

Conheça seu Estado - História e Geografia

Poesia em Português, Inglês, Espanhol e Francês

Obra completa de Machado de Assis

História em 1 Minuto

Curso de Idiomas (Inglês e Espanhol)

Áudio Livro

Livros - Online

Billboard Hot 100 - Letras de Músicas

Developer - Treinamento, Manuais, Tutoriais

Santa Catarina - Conheça seu Estado

São Paulo - Conheça seu Estado

Paraná - Conheça seu Estado

Mato Grosso do Sul - Conheça seu Estado

Educação Infantil

Língua Portuguesa e Atualidades

Arte e Estética

TOP 50:


As festas populares no estado de São Paulo

Atividades extrativistas do estado de São Paulo

Adolf Hitler - Mein Kampf - Download

Áreas de preservação no estado de São Paulo

Assalto - Carlos Drummond de Andrade

Atividades extrativistas do Mato Grosso do Sul

Machado de Assis - O Alienista - PDF Download

Gonçalves Dias - Marabá

As festas populares no estado do Paraná

O tropeirismo no estado do Paraná

Biomas brasileiros

Bacias hidrográficas do estado de São Paulo

A população africana e a escravidão no Paraná

Áreas de preservação do estado do Paraná

Mário de Andrade - Macunaíma - Download

As comunidades quilombolas no Mato Grosso do Sul

As atividades econômicas do estado de São Paulo

Atividades extrativistas de Santa Catarina

Áreas de preservação do estado do Mato Grosso do Sul

Atividades extrativistas no Paraná

Os imigrantes no século XIX e XX no estado do Paraná

Jogos para Crianças - Dengue

As festas populares do Mato Grosso do Sul

Adolf Hitler - Mein Kampf - CAPÍTULO XI - POVO E RAÇA

Os biomas do estado do Mato Grosso do Sul

A urbanização do estado de São Paulo no início do século XX

Os índios Xetá do estado do Paraná

As atividades econômicas do Paraná

Clima e relevo do estado do Paraná

Machado de Assis - Memórias Póstumas de Brás Cubas - CAPÍTULO CXVII / O HUMANITISMO

Machado de Assis - Memórias Póstumas de Brás Cubas - CAPÍTULO CLX / DAS NEGATIVAS

Áreas de preservação do estado de Santa Catarina

O relevo do estado de São Paulo

As atividades econômicas de Santa Catarina

A organização do espaço geográfico brasileiro

O Diário de Anne Frank - Download

Gregorio de Matos - Ao braco do mesmo menino Jesus quando apareceu

Os imigrantes no estado de Santa Catarina no século XX

A imigração europeia no estado do Paraná

Machado de Assis - Dom Casmurro - CAPÍTULO LXII - UMA PONTA DE IAGO

A poluição do rio Iguaçu (maior rio do Paraná)

10. Mitologia Grega

Elizabeth Barrett Browning - Sonnet 43 - How Do I Love Thee?

A população indígena no estado de São Paulo em 2015

05. Religião – Idade Antiga

Machado de Assis - Esaú e Jacó - CAPÍTULO LXIII - TABULETA NOVA

A formação da cultura de Santa Catarina

Clima e relevo de Santa Catarina

Mário de Andrade - Macunaíma - Capítulo XVII - URSA MAIOR

A população africana no Brasil e a escravidão

Outros Links:


Obra completa de Machado de Assis

Machado de Assis - Dom Casmurro

Machado de Assis - Quincas Borba

Machado de Assis - Memórias Póstumas de Brás Cubas

O Diário de Anne Frank

Educação Infantil

Bíblia Online

História e Geografia

Casa do Sorvete

Sanderlei Silveira

Conheça seu Estado - História e Geografia

Poesia em Português, Inglês, Espanhol e Francês

Santa Catarina - História e Geografia

Paraná - História e Geografia

Mato Grosso do Sul - História e Geografia

São Paulo - História e Geografia

Mário de Andrade - Macunaíma

Adolf Hitler - Mein Kampf



Nenhum comentário:

Postar um comentário